Acusados de homicídio e estupro contra casal são julgados em União dos Palmares

O Tribunal do Júri da Comarca de União dos Palmares julga nesta segunda-feira (19), os réus Jackson Bezerra da Silva, Reinaldo da Silva e Cristiano Izidorio Ferreira, acusados de matar José Pedro Ferreira da Silva e violentar sexualmente sua esposa, Darcilene dos Santos, em setembro de 2014, na zona rural da cidade. A sessão, conduzida pelo juiz Anderson Santos dos Passos, teve início por volta das 11h e está prevista para terminar no final da tarde de hoje.

Em depoimento, Darcilene dos Santos disse que após a morte do marido ficou com depressão e que ainda sente dores nas costas devido à pancada recebida dos agressores. “Eles deram uma pancada nas minhas costas com uma barra de ferro e eu não vi mais nada, antes de começar o estupro. Quando eles me estupraram eu estava desmaiada. Fiquei com problema nas costas depois da pancada”, contou.

Darcilene afirmou ainda que os crimes ocorreram sem motivação nenhuma. “Meu marido era um homem trabalhador, nunca brigava com ninguém. Eles mataram acho que por malvadeza mesmo”.

Segundo o promotor Bruno de Souza Baptista, a tese sustentada pela acusação é de que o crime foi cometido pelos três réus, mesmo apenas um sendo confesso. “Um dos acusados confessou ter sido ele que cometeu o crime sozinho, mas o Ministério Público entende, e as provas dos autos mostram, que foram os três que em conjunto praticaram os dois crimes.

Existe a palavra da vítima, que fez um exame de corpo de delito logo depois do crime, ficando comprovado o estupro, e também existe o laudo pericial criminalista feito no local e que comprova que pelo modo que o crime ocorreu não foi somente uma pessoa que cometeu”, ressaltou.

A defensora pública Nicolle Januzi de Almeida é responsável pela defesa de Jackson Bezerra da Silva e de Reinaldo da Silva. Já o advogado Pedro Patriota faz a defesa de Cristiano Izidorio Ferreira, sustentando a tese de que Cristiano não participou do crime, e que ele só estava no local.

O caso

De acordo com a denúncia, as vítimas retornavam para casa montadas em um cavalo, quando Cristiano Izidorio, conhecido como Negão da Macaxeira, teria lançado uma corda e derrubado as vítimas de cima do animal. José Pedro tentou fugir, mas foi alcançado e atingido por diversos golpes de faca por Jackson e Cristiano. Em seguida, Darcilene foi estuprada pelos três réus.

O crime aconteceu no dia 28 de setembro de 2014, por volta das 4h, nas proximidades da Fazenda de Mano, no Sítio Jurema, Zona Rural de União dos Palmares. Os réus estão presos.

Compartilhar

Comentários